Tuesday, March 06, 2007

Leituras XVI: Travessuras da Menina Má...


...de Mário Vargas Llosa, é uma lufada de ar nas minhas leituras de ultimamente.

Sim, sim, chorei enquanto lia. Sim, sim, é uma história que teima em puxar-nos pelo pé para a realidade dos sentimentos. Mas é também uma daquelas histórias que não nos sai da cabeça mesmo depois de fecharmos o livro.
O último livro que tinha lido deste autor peruano tinha sido A tia Júlia e o Escrevedor do qual gostei muito. Mas este último tem uma dinâmica narrativa diferente e a história envolve fazendo-nos pensar que fazemos parte dela.
O livro acompanha a vida do personagem central, Ricardo, que em adolescente ainda, se apaixona por Lily (um dos vários nomes que adopta ao longo do livro). Um amor que vai acompanhá-lo (ou persegui-lo) ao longo da vida toda. O único sonho de Ricardo - viver em Paris - concretiza-se e diz-se que nesta parte o personagem tem muito do próprio Vargas Llosa que também viveu tempos dificeis na Cidade Luz enquanto tradutor/intérprete.
Uma das coisas que mais gostei neste livro - para além de todas as considerações em torno do Amor - foi a ideia com que fiquei de que cada um dos leitores o há de interpretar de forma diferente.
"Afinal, qual é o verdadeiro rosto do amor?"

1 comment:

Rubina said...

Parece-me tentador o livro. Obrigada Lenca. Ainda por cima adoro Vargas Llosa :), os escritores latino-americanos têm qualquer coisa que é diferente...