Tuesday, July 18, 2006

Falhas


Às vezes ficam "buracos" na existência de todos nós que urgem ser colmatados, para podermos finalmente dar sentido à nossa vida e seguir em frente. Tentamos de muitas maneiras arranjar forma de preencher essas falhas (às vezes de formas bem doentias), mas muitas vezes somos mal-sucedidos, porque no fundo esperamos que quem se esqueceu de preencher essa falha, ou quem abriu esse buraco, volte atrás e faça o processo de reparação. Às vezes essa pessoa não vem, ou quando vem, já é tarde demais... Há quem espere a vida inteira (como no filme AI do Spielberg), há quem ignore a falha e continue arranjando formas mais ou menos loucas de a ignorar e felizmente, há quem consiga encontrar dentro de si ou em alguém a pecinha que faltava...

3 comments:

lenca said...

Gosto destes teus pequenos textos que me fazem pensar. Mais ou menos como o outro das saudades...

Tás lá, tás tás...

catarina said...

obrigada lenca! defeito (ou qualidade) de profissão... já viste a sorte, que pagam-me para isto? cada pessoa uma história... uma teoria... um momento para pensar... 45 minutos depois, outra pessoa, outra realidade...

Ju... said...

Catarina,
Nada como encontrar a tal peça dentro de si. Muito mais seguro (e eficaz, eu suponho) do que depender de outro para encaixá-la.
Beijo,