Tuesday, July 11, 2006

Eles andam aí....

Num belo dia de Domingo resolvo ir aquela praia a que nunca vou, pelo prazer de comer uma daquelas panquecas que apesar de saber maravilhosamente deve fazer horrores à linha. Uma vez lá estaciono o carro num daqueles lugares bem grandes que me faz pensar, Porque não venho aqui mais vezes? E lá vou comer a panqueca e tomar banhos de mar e de sol até fartar o que acontece mais de 4h depois.
E depois regresso ao carro, naquela calma de quem tem o corpo e a mente relaxada pelo sol e deparo-me com um burburinho de gente à volta do meu carro. 2 agentes da autoridade e um casal cuja rapariguinha, histérica, dona do carro que entretanto aparece enfiado na parte de trás do meu, me acusa de ter batido no seu carro (numa descida, o meu carro à frente do dela) e de ter fugido do local do acidente. Exacto, esse local onde estou agora a chegar calmamente munida da minha toalha e onde de iniciativa própria me apresento como dona do carro.
Digam-me, alguém merece isto? Depois de lhe explicar que não tenho como hobby domingueiro o de andar a bater em carros alheios e, deixando o carro na posição em que bateu, ir calmamente para a praia; depois de lhe explicar que se tivesse batido com má intenção teria certamente retirado o carro do local ou pelo menos deixado descair um pouco para que a bola de reboque pudesse desencaixar do para choques do seu veiculo (ui ui...); depois de lhe explicar que mais depressa a estrata teria mexido do que eu teria batido no carro dela; depois de dar todos os meus dados ao agente da polícia que ela tinha chamado ao local. Depois de lhe ter explicado que se eu tinha chegado pelas 13h50 e ela pelas 14h30 isso significava que eu teria chegado antes dela. Depois de tudo isso pedi-lhe da forma mais educada que consegui: Por favor afaste o seu carro que eu quero ir embora.
Acho que entredentes devo ter-lhe chamado alucinada ou coisa que o valha. Mas vários outros ficaram na ponta da língua...

8 comments:

Arturo O.Bandini said...

Nossa, que confusão! É o acaso que nos presenteia com esses fatos? São castigos para as pequenas maldades que fazemos? Ou de gente louca o mundo está cheio?

Um abração.

Anonymous said...

muito bom lenca!

lenca said...

Arturo,
Começo a acreditar que o mundo está cheio de maluquinhos e que, eu tennho um iman de alguma espécie que os atrai :-)!!

Naluquinhos e mosquitos é o que mais há por aí!! Cuidado com os 2 sim?

AA said...

panquecas? e lambecas?

lenca said...

Está quase na season das lambecas. Prepara-te para percorrer Kms para me acompanhar nessa longa viagem!

Ju... said...

Devia haver uma lei contra os sonhos do fim de semana virarem pesadelos.
Beijos,

AA said...

Lenquita, se os porto-santenses e veraneantes soubessem o perigo que correm quando estão entre ti e a máquina velha... >)

Anonymous said...

Here are some links that I believe will be interested