Thursday, May 25, 2006

Homenagem às birras do Martim

Sei que mãe é mãe, e para as mães os filhos são sempre os mais engraçadinhos e os mais bonitos do mundo, mas, apesar disso, queria prestar uma homenagem às birras do meu Martim, porque são fantásticas! É que há crianças que fazem birra sem qualquer objectivo, só pelo simples prazer de gritar e enlouquecer os outros... nem elas próprias sabem porque gritam, o que talvez mostra que até elas estão fartas de se aturarem a si próprias... mas o meu Martim não! Quando ele faz uma birra tem sempre um objectivo, porque apesar da sua tenra idade, é um rapaz decidido, com ideias muito vincadas e objectivos claros. O Martim sabe pelo que luta! E Luta! Não tem medo de fazer figura triste, do que os outros vão pensar, enfrenta o perigo de apanhar uma palmada e mesmo assim vai à luta! Submissão nunca!! Antes morrer a fazer birra do que viver a vida inteira de joelhos!! Mostra assim que tem uma personalidade forte. Sabe que pode opor-se, que não tem de conformar-se com o que é imposto pelos outros, que pode ter opiniões e desejos diferentes e que tem o direito de expressá-las. Apesar de dar pelos joelhos dos adultos, encontra maneiras para se fazer ouvir (cada um luta com as armas que tem), não se deixando intimidar com ameças e seduções, mas, principalmente, sabe que pode confiar no ambiente que o rodeia, ou seja, que pode gritar e dar pontapés à vontade, que provavelmente recebe um castigo ou um ralhete, mas lá no fundo sabe que todos vão continuar a gostar dele, não o vão deixar, que os adultos são suficientemente fortes para aguentar toda a sua zanga e que quando a furia passar tudo volta à normalidade.

Talvez o problema de muitas pessoas é terem desaprendido a fazer birras... O que seria dos ditadores se toda a gente fizesse birras como o meu Martim!

2 comments:

Ju... said...

Boa lição a do seu Martim.
É para se pensar.

Joana said...

Tem a quem sair! :)